O que é Marketing digital?

O que é marketing digital?

O marketing digital é o composto de ações que um negócio, freelance ou pessoa realiza para atrair novos negócios, criar relacionamentos e desenvolver uma identidade de marca.

Podemos citar como estratégias:

  • SEO
  • Marketing de conteúdo
  • Inbound marketing

E muitas outras estratégias que geram resultados, mais vendas e oportunidades de negócios.

Muito se fala em marketing digital e de sua importância na era online. Mas, nem todos os conceitos ficam claros para quem está iniciando a estudar sobre o assunto.

Surgem algumas dúvidas, tais como:

  • O marketing digital pode ser usado por autônomos?
  • Como fazer para construir minha presença digital?
  • Quais os melhores métodos para que freelances possam usufruir do marketing digital?

Então, nesse artigo, iremos falar sobre alguns pontos fundamentais para podermos entender o marketing digital de uma vez por todas.

Vamos lá?

Funil de Marketing

Um dos primeiros conceitos que precisamos entender é o conceito de funil de marketing.

O primeiro que vem a nossa mente ao falar de funil de marketing é o modelo AIDA.

O que significa AIDA? Atenção, interesse, desejo e ação.

  1. Atenção

Chame a atenção do seu cliente ou potencial lead. Como? Criando sua identidade de marca.

Criar a identidade da sua marca é muito importante, pois ela irá identificar o seu negócio.

Não importa se você é um autônomo, empreendedor ou freelance, mas a criação de sua identidade é necessária.

Assim, quando você faz suas publicações nas redes sociais para atrair clientes, você deverá sempre usar a sua identidade de marca.

Para ficar mais claro, escolha as cores de seu negócio. Verifique a combinação da paleta de cores e use sempre duas, no máximo, três cores que o identifique.

Use também o seu logotipo, enfim a sua marca precisa ficar gravada na mente das pessoas de tal forma que sempre que as pessoas vejam suas publicações já saibam de onde vem.

Não pense que o seu produto ou serviço é tão bom que se vende sozinho.

Na verdade, é preciso mostrar para as pessoas o que você pode fazer por elas.

Pois, há clientes que nem sabem do que você é capaz ou o seu produto é capaz e, tampouco, imaginam que precisam dele.

Portanto, invista na sua marca.

2. Interesse

A criação de conteúdos tem o objetivo de despertar o interesse do seu público-alvo pelo seu produto ou serviço.

Evidentemente, o seu produto ou serviço precisa ser bom, ele precisa realmente cumprir com o que promete.

Caso contrário, o desafio será muito maior.

Quando o lead já entrou no seu funil de vendas e, deseja saber mais sobre sua marca, sobre suas soluções ou serviços é hora de criar muitos conteúdos.

Conteúdos educativos, conteúdos interessantes, conteúdos que aprofundem mais o tema, enfim muitos conteúdos que agreguem conhecimento e, de preferência, gratuitos.

Você precisa manter esse potencial cliente envolvido com suas ações de marketing, de forma que o conduza de modo sutil em direção à tomada de decisão.

3. Desejo

Nessa etapa, busca-se despertar o desejo do cliente pelo seu produto ou serviço, criando uma conexão pessoal e profissional com o seu público.

Imagine como se sentirá o seu cliente se ele estiver apaixonado pela sua marca?

Até aqui você terá conseguido que o seu cliente sinta-se envolvido pelas suas ações de marketing, mas ele ainda não tomou a decisão de comprar o seu produto ou contratar o seu serviço.

Então, agora, é o momento de fazer com que o seu cliente deseje fazer negócios com você.

Muito provavelmente, o cliente já identificou que tem um problema real, que necessita da solução que você ou sua empresa oferece.

O cliente precisa entender nesta etapa o que ele ganha se contratar os seus serviços.

4. Ação

Nessa etapa do funil, o cliente irá tomar a sua decisão. Irá comprar ou fechar negócio com você ou sua empresa.

Vale salientar que, essa mesma estratégia pode ser aplicada para captação de leads também.

Ou seja, se o seu objetivo inicial é formar uma base de contatos para somente depois lançar o seu produto digital, você poderá o modelo AIDA.

Para levar o seu cliente à ação você pode usar descontos, vantagens, benefícios ou mesmo usar gatilhos mentais.

Os gatilhos mentais podem ajudar ao cliente tomar a decisão, você pode informá-lo que terá tantas vagas a serem preenchidas, por exemplo, e que está acabando.

Isso traz o efeito de urgência.

Como fidelizar clientes?

Depois que você conseguiu fechar negócio ou vender o seu produto, tudo terminou?

Não! De forma alguma.

A relação com o cliente permanece e, é melhor torná-lo um cliente fiel para futuros negócios.

É preciso continuar nutrindo seus leads com conteúdos, sequências de emails, grupos em redes sociais, fóruns, onde o cliente possa se sentir acolhido.

Leia também:

Formas de chamar atenção do seu público

Para chamar a atenção do seu potencial cliente, levando-o ao início do seu funil, você pode usar duas estratégias que funcionam muito bem.

  • Marketing de conteúdo
  • Marketing pago através de anúncios
Marketing de conteúdo

O marketing de conteúdo de uma forma simplista é o marketing baseado na distribuição de conteúdos irresistíveis para a sua audiência.

Por exemplo, criar um blog e publicar vários artigos ensinando algo para o seu público, ou trazendo soluções para um problema real.

O blog tem muitas vantagens. Podemos citar algumas, como você tem o domínio de tudo o que está escrevendo no seu blog.

Mas, o marketing de conteúdo não é usado somente em um blog, porém com ideias criativas, criação de podcasts, vídeos no Youtube, site, facebook, Linkedin, enfim redes sociais, em geral.

O marketing de conteúdo é uma estratégia para médio e longo prazo, ou seja, você não irá perceber grandes mudanças nos primeiros meses.

Contudo, depois de algum tempo publicando materiais ricos frequentemente, você irá notar retorno significativo.

Marketing pago

O marketing pago é aquele em que se faz anúncios em ferramentas apropriadas para isso, como é o caso do Facebook ads ou Google ads e outros inúmeros meios.

Este tipo de estratégia tem um retorno mais rápido, porém é preciso avaliar o custo – benefício.

Como aumentar sua audiência?
  1. Crie seu site/blog

A base para o seu marketing digital é o seu site.

O site funciona como a sua loja ou o local de sua empresa. É onde as pessoas irão buscar mais informações sobre você, sobre seus serviços e soluções.

No seu site e em alguns caso um blog te dão a liberdade para que você se exponha, fale de você, fale dos seus produtos, conte a sua história.

Aproveite essa oportunidade para oferecer muito conteúdo e seja reconhecido como uma autoridade naquilo que você oferece.

2. Perfil nas redes sociais

Também, talvez até com a mesma importância, é necessário ter perfis nas redes sociais. Mas, lembre-se não adianta criar os perfis e não alimentá-los ou não conversar com o seu público.

Aqui vai uma dica, se você tem uma empresa, procure ter o perfil de sua empresa. Não misture seu perfil pessoal com o perfil da sua empresa.

Caso você seja freelance e use o seu nome como sua marca, tenha o cuidado sobre o que você está publicando na rede, dando um tom profissional.

Se você não pode administrar muitos perfis, opte por escolher uma ou duas redes para trabalhar efetivamente com elas.

Deve-se fazer uma interligação entre suas redes sociais com o seu blog e o seu blog com as suas redes sociais.

Assim, você alcançará um público que chegou até você através de algum buscador da internet ou através das redes sociais.

Conclusão

Podemos dar uma visão geral do marketing digital e como ele funciona para a divulgação de seus serviços ou produtos na internet.

Continuaremos publicando dicas e mostrando como fazer passo a passo.

Espero que você tenha gostado deste conteúdo.

Comente conosco nos comentários e, divulgue nas redes sociais para impulsionar o nosso crescimento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *